A minha carta ao meu amigo


Sob o exemplo de meu avô, me inquieto também por meio de uma carta. A minha.
Diante da situação atual -na qual opinião razoável só tem quem lê seus livros e acompanha suas mensagens semanalmente– sinto-me não na obrigação, mas no prazer de descer do muro e gritar minha posição em praça pública.
O ato optar por participar do que aconteceu nesta manhã traduzido em palavras ficaria assim:
Amigo, a sua coragem me libertou para entender o evangelho da maneira mais bonita que já chegou até mim. Suas noites de sono gris deram vida aos meus sonhos. Você não se acomodou; meu coração se encheu de Amor pelo diferente. Sua irradiação de carinho apaziguou o rio da minha casa e seus septuagenários.
Grato é o meu coração porque hoje vivo em Nazaré. Lúcido. Tão lúcido quanto livre. Você me ensinou o caminho do amor não pelo medo ou pelo perigoso costume da ortodoxia, mas pela trilha da gratuidade. Suas palavras me deixam face a face com Cristo.
Durma bem todas as noites pois límpida é tua história. Acorde e tome café sem pressa todos os dias pois teu legado é maior que teu corpo. Passeie pela linda do dia sem endurecer sua sensibilidade.
Hoje te vi frágil e sensível. Porque foi assim é que o momento se tornou humano. E por que foi humano é que se tornou celeste. Logo, tornou-se eterno. Nunca esquecerei desse domingo de manhã.
Sinto-me como um baixo acústico que se encantou com uma partitura feita por alguém que entendeu muito bem o Maestro. E porque é assim, hoje minha música é mais bonita.
Cravo aqui minha palavra: “Eu estou junto com você e não abro! Não nego! Não me omito!” E se acampar na praça Tahrir um dia for necessário, minha barraca estará lá ao lado da sua. Com toda minha família dentro. Por opção. Amor.
Este é meu choro. Meu abraço a Ricardo Gondim.
O Pastor Poeta.
Minoru Rodrigues Ueta Raphael

Use seu Facebook ou ID Google, poste aqui o que você pensa. É importante...



19 comentários:

  1. que lindo! é bom ter gente assim do seu lado. lindo Minoru!

    ResponderExcluir
  2. Neste acampamento, vou lutar por um espaço pra minha barraca também!
    Estamos juntos nesta vigília!

    ResponderExcluir
  3. Luis: O espaço vc já tem amigo. A luta começa depois de estar lá. É bom ter você aqui!

    ResponderExcluir
  4. Minha barraca já está comprada...

    ResponderExcluir
  5. Onde eu assino? Antes, terei de secar minhas lágrimas.

    Deus continue nos abençoando através do Gondim e o abençoando através de nós.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns por sua sensibilidade contagiante e maestria com as palavras!
    Att.
    Oziel Alves

    ResponderExcluir
  7. Faço minhas as suas palavras. Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Muito sensível e doce, com certeza as aguas daí transbordaram até aqui. Obrigada.

    ResponderExcluir
  9. Querido amigo, sábias palavras,
    No domingo a noite também tive uma experiência como esta, maravilhosa, uma poesia de Deus que me emocionou através de um guri abençoado. :)

    ahhh
    Minha presença é garantida. (Uma Barraca e muitos cobertores)
    Doces palavras.

    Um grande abraço!

    Lys.

    ResponderExcluir
  10. Olá... Por aqui tudo é muito bonito também, acho até que nem precisaria dizer isso pois todos que passam aqui deixam isso muito claro!
    Obrigado por sua visita em meu blog...você sabe escrever, sabe ler, sabe homenagear, e como é musico, logo sabe ouvir!

    ResponderExcluir
  11. É gostoso quando vemos barracas ao lado da nossa.
    De algum modo sinto-me mais corajoso que outrora.

    ResponderExcluir
  12. Pois torne-se ainda mais coroajosa meu amado amigo, porque nessa luta, ninguém estará sozinha, tendo a verdade ao seu lado! Minha barraca estará ao lado da sua... se houver vaga!!!

    ResponderExcluir
  13. Mi fiz uma postagem nova, dá uma olhada!

    ResponderExcluir
  14. Qualquer coisa que dê respaldo ao Gondim, to dentro. Quem acompanha sua trajetória de perto sabe de seus critérios e valores honráveis. Ah, ao invés de acampar em barraca, porque vc não poe todo mundo em trailers, e aí vai parando cada dia em uma cidade, conforme os feriados? ops, acho que essa idéia não é minha rsrs...

    ResponderExcluir
  15. belas palavras q chegam facilemte ao coração :)
    E na minha mente surgiu uma imagem depois de ler os cometario acima foi de um local, muitas barracas e uma bela melodia ecoando rs

    ResponderExcluir
  16. Me uno à vcs nesse lindo acampamento. Penoso, sim, mas onde vivemos uma verdade libertadora.

    Heloísa Bomjardim

    ResponderExcluir
  17. Belo Minoru, quero ter minha barraca nesta praça também.

    ResponderExcluir
  18. Contem comigo!
    Levarei as sandálias de vocês!
    Amilton

    ResponderExcluir